Reabilitação Respiratória em Rede

Esta plataforma visa ajudar as pessoas com doenças respiratórias crónicas e promover a parceria entre doentes, familiares, comunidade e profissionais de saúde.
Pretendemos facilitar o acesso a toda a informação referente às doenças respiratórias crónicas e à reabilitação respiratória, e assim contribuir para a adoção de estilos de vida saudáveis e para uma melhoria da qualidade de vida destes doentes. O principal objetivo é reabilitar os doentes e capacitar toda a família e comunidade a melhor se ajustarem aos impactos da doença respiratória.
Para além disso, queremos ser um ponto de referência para os profissionais de saúde, permitindo a intervenção baseada na evidência.

Doenças Respiratórias Crónicas em Portugal

Total da população
Sexo Masculino > 70 anos
Prevalência de asma

Comunidade

Para a pessoa com doença respiratória crónica, os programas de reabilitação respiratória aumentam a tolerância ao esforço, diminuem a sensação de falta de ar e o cansaço no dia-a-dia. Desta forma, a pessoa sente-se mais capaz para realizar as suas atividades diárias.
A participação da família permite esclarecer dúvidas em relação à doença, aprender a prevenir/gerir exacerbações da doença e a melhorar a capacidade de gestão de emoções, como a ansiedade.
Além disso, durante o programas de reabilitação respiratória há a possibilidade de conhecer e partilhar experiências com outros doentes/famílias a viver o mesmo problema.

Entrar

Profissionais de saúde

A reabilitação respiratória é uma intervenção abrangente que envolve uma equipa multidisciplinar e integra duas componentes, o exercício físico e a educação e apoio psicossocial.
Baseia-se num programa personalizado, considerando uma avaliação inicial e integral de cada doente e, idealmente também da família e/ou cuidadores, sendo implementado em grupo de forma a facilitar a partilha de experiências entre os doentes e famílias.

Entrar

Doente

Para a pessoa com doença respiratória crónica, os programas de reabilitação respiratória aumentam a tolerância ao esforço, diminuem a sensação de falta de ar e o cansaço no dia-a-dia. Desta forma, a pessoa sente-se mais capaz para realizar as suas atividades diárias. A participação da família é fundamental pois contribui para o esclarecimento de dúvidas em relação à doença, a prevenção/gestão das exacerbações da doença e a melhorar a capacidade de gestão de emoções, como a ansiedade. Além disso, durante o programa de  reabilitação respiratória há a possibilidade de conhecer e partilhar experiências com outros doentes/famílias a viver o mesmo problema.

Entrar